Google: Project Tango

project_tango

Imagine se as direções do Google Maps não parassem no endereço da rua, mas pudessem adentrar prédios, shoppings, rodoviárias ou aeroportos? E se pessoas com deficiências visuais pudessem andar por lugares desconhecidos sem se perder ou precisar de ajuda? Isso são apenas algumas possibilidades que o Google lançou com o Project Tango. A ideia é integrar sensores de profundidade e movimento aos smartphones. Com isso, os dispositivos móveis poderão ter uma compreensão do espaço e movimento no ambiente, utilizando combinações de dados dos sensores e algoritmos de visão computacional.

A tarefa de compreender o ambiente e suas características tridimensionais é fácil para nós, humanos, mas não é nada fácil desenvolver aplicativos que alcançem o mesmo nível de precisão. Foi só depois de muita pesquisa entre equipes do Google, universidades e seus parceiros da indústria, que o hardware e o software necessários para implantar essa tecnologia em smartphones estão sendo desenvolvidos. O objetivo do Project Tango é conceder aos nossos dispositivos móveis uma capacidade de reconhecimento espacial similar à nossa.

 

project-tango-phone

O atual protótipo é um ceular de 5 polegadas contendo sensores e aplicativos especiais. Esses sensores permitem ao celular fazer mais de 4 milhões de cálculos tridimensionais a todo segundo, atualizando orientação e posição em tempo real e armazenando dados para formar um mapa tridimensional do espaço ao redor. É claro, o celular roda Android. No entanto, o dispositivo ainda é experimental, ou seja, só para aventureiros no desenvolvimento de plataformas móveis. Para essas pessoas, o Google planeja distribuir 200 protótipos. O que é necessário para obter um? Apenas uma ótima de ideia de aplicativo que utilize o potencial do protótipo. Sim, para dificultar, a pessoa também terá que desenvolver o aplicativo…

O projeto está apenas começando, mas já dá pra imaginar o quanto essa tecnologia pode mudar a forma como nos orientamos em lugares desconhecidos. Que tipos de jogos poderão surgir baseados na interação com o ambiente? Será possível até usar sua própria casa como cenário do jogo. Essas possibilidades estão cada vez mais próximas. Deixo aqui o vídeo oficial do Grupo de Tecnologia Avançada e Projetos do Google sobre o Project Tango. Também não entendi o porquê do Tango. Alguma ideia?

 

David Borges

Um dia... Boom! Dragão sem Chama.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *